Zoom é seguro? Sim se você fizer essas 10 coisas

À medida que o novo coronavírus se espalhou pelo mundo, o cenário empresarial foi forçado a fazer uma série de mudanças rápidas e uma delas foi a introdução de aplicativos como Zoom em nossas rotinas.

Os bloqueios e as medidas de isolamento social, viagens restritas e o fechamento de empresas não consideradas como serviços “essenciais”, isto é, provaram ser um catalisador para o trabalho em home office, para  o qual muitos de nós não estávamos preparados para acomodar.

Medidas rigorosas que impedem os funcionários de entrar em escritórios exigiram que muitas empresas, grandes e pequenas, adotassem alternativas remotas e virtuais para impedir que as operações parassem completamente durante a pandemia. Por conta isso, falaremos dos serviços de videoconferência do Zoom nesse artigo, tratando os tópicos do índice abaixo. Boa leitura!

A explosão do Zoom e serviços de videoconferência

O e-mail e o uso de VPNs (Virtual Private Networks, redes privadas virtuais) não eram mais suficientes. Portanto,  trabalhadores e gestores precisavam ser capazes de realizar reuniões também.

Nesse momento, houve um boom com uma série de soluções de conferências virtuais por aí, incluindo Skype, Microsoft Teams, BlueJeans e GoToMeeting.

E nesse contexto, o Zoom não era uma opção de conferência virtual bem conhecida no espaço corporativo. Quase da noite para o dia, no entanto, parecia que todos tinham adotado a plataforma como a opção de realizar aulas, reuniões de negócios e discussões sensíveis.

Ao longo de 2020, a empresa adicionou 2,2 milhões de novos usuários mensais, isto é, superando toda a nova base de usuários de 2019 de 1,19 milhão.

O aumento explosivo de popularidade do Zoom, no entanto, criou ramificações de segurança. Você quase pode sentir pena da empresa — com seu crescimento inesperado, os holofotes também brilharam sobre as práticas de segurança da Zoom, algumas das quais ficaram aquém das expectativas modernas.

Falhas de segurança no Zoom

 

Em julho de 2019, um pesquisador divulgou um grave problema de segurança no qual a Zoom abriu webcams para espionagem e compromisso persistentes; um bug que permaneceu no lugar mesmo que o software foi desinstalado devido a um servidor web local restante.

Agora, mais problemas foram descobertos, incluindo falhas de segurança na compilação do Windows 10 do software da plataforma, dados de usuários do iPhone sendo enviados para o Facebook se eles tinham ou não uma conta na rede social de mídia, e um bug na geração de URL que permitia que os invasores escutassem em conferências privadas.

A Zoom também reconheceu que as práticas de marketing de “criptografia de ponta a ponta” da empresa mascararam a verdade. Isto é, a criptografia AES-256 deveria ser implementada para manter as chamadas de vídeo seguras, mas, em vez disso, uma chave AES-128 abaixo do padrão no modo BCE estava realmente em uso. A criptografia continua sendo um ponto de aderência que a empresa insiste que está trabalhando.

Desse modo, a Zoom vem respondendo rapidamente em medidas de reforço de segurança. Além disso, se apressou em criar também uma guia de segurança com as melhores práticas bem como para agilizar o processo de alteração das configurações de segurança por parte dos anfitriões e participantes de reuniões.

Portanto, seguem algumas dicas úteis para que os usuários mantenham a segurança em sua próxima reunião. Sigam as recomendações abaixo:

 

1. Proteja suas reuniões

A maneira mais simples de evitar participantes indesejados e invasões é definir uma senha para sua reunião. As senhas podem ser definidas na reunião individual bem como no nível do usuário, do grupo ou em todas as sessões. Portanto, faça login primeiro com sua conta no portal Zoom. 

Se você quiser configurar uma senha no nível de reunião individual, vá direto para a guia “Configurações” e habilite “Exigir uma senha ao agendar novas reuniões”, o que garantirá que uma senha será gerada quando uma reunião for agendada. Com isso, a todos os participantes será solicitada uma senha para participar da reunião. Os titulares de assinaturas também podem optar por entrar em “Gerenciamento de Grupo” para exigir que todos os usuários sigam as mesmas práticas de senha.

2. Autenticar usuários

Ao criar um novo evento, você pode permitir apenas a participação de usuários com assinatura.

3. Junte-se antes do anfitrião

Não permita que outros participem de uma reunião antes de você, enquanto  anfitrião, não tiver chegado ainda. Você pode impor essa configuração para um grupo em “Configurações de conta”.

4. Bloqueie sua reunião

Uma vez que uma sessão tenha começado, vá até a guia “Gerenciar participantes”, clique em “Mais” e escolha “bloquear” sua reunião assim que todos os participantes esperados chegarem. Isso impedirá que outros se juntem mesmo se os IDs de reunião ou detalhes de acesso tiverem sido vazados.

5. Desligue o compartilhamento da tela do participante

Ninguém quer ver material pornográfico compartilhado por uma pessoa aleatória no Zoom. Por isso, desativar a funcionalidade dos participantes compartilharem as suas telas vale a pena. Essa opção pode ser acessada a partir da nova guia “Segurança” em sessões ativas.

6. Use um ID gerado aleatoriamente

Você não deve usar seu ID de reunião pessoal, se possível, pois isso pode abrir caminho para brincalhões ou invasores que sabem como interromper sessões online. Em vez disso, escolha um ID gerado aleatoriamente para reuniões ao criar um novo evento. Além disso, você não deve compartilhar seu ID pessoal publicamente.

7. Use salas de espera

O recurso Sala de Espera é uma maneira de selecionar os participantes antes que eles possam participar de uma reunião. Embora legitimamente desenhado para fins como o de entrevista ou de sala de espera em escritório virtuais, isso também dá aos anfitriões maior controle sobre a segurança da sessão.

 

8. Evite o compartilhamento de arquivos no Zoom

Tenha cuidado com o recurso de compartilhamento de arquivos em reuniões, especialmente se os usuários que você não reconhece estão enviando conteúdo, pois podem ser maliciosos. Em vez disso, compartilhe material usando um serviço confiável, como o Box ou o Google Drive. 

9. Remova os participantes incômodos do Zoom

Se você descobrir que alguém está interrompendo uma reunião, você pode expulsá-lo na guia “Participantes”. Passe o mouse sobre o nome, clique em “Mais” e remova-o. Você também pode garantir que eles não possam voltar a desabilitar “Permitir que participantes removidos retornem” na guia “Configurações: Reuniões – Básicas”.

10. Verifique se há atualizações no Zoom

À medida que os problemas de segurança aparecem e os patches são implantados ou as funções são desativadas, você deve ter certeza de que você tem a compilação mais recente do programa. Portanto, para verificar, abra o aplicativo de desktop, em seguida, clique no seu perfil no canto superior direito e selecione “Verificar atualizações”.

Procurando por mais informações sobre esse assunto? Tem mais dúvidas sobre a questão da segurança do Zoom? Preencha o formulário abaixo para que um consultor entre em contato e entenda melhor a sua necessidade. Continue nos acompanhando para mais conteúdos como esse!

Inscreva-se na
nossa Newsletter

Banner's

Artigos recomendados

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp